Não falem de mais!

Bom dia a todos!

Hoje em dia vivemos num mundo, que parece cada vez mais pequeno…

As pessoas tem o hábito de querer saber tudo e mais alguma coisa, inclusive sobre a vida uns dos outros, ás vezes até de assuntos dos quais não lhes dizem respeito, e quando não lhes damos conhecimento de tal, até ficam ofendidas!

Uma coisa é certa, cada um tem a sua vida, e cada um sabe de si, ninguém é obrigado a contar tudo e mais alguma coisa sobre a sua vida aos outros, mesmo que sejam amigos, pois nos dias de hoje não podemos confiar em qualquer pessoa, ás vezes aqueles que pensamos serem verdadeiros, mais tarde revelam ser o oposto…

Falo por experiência própria, por isso mesmo já cheguei á conclusão que na maioria das vezes só perdemos, quando damos detalhes de mais sobre a nossa vida e planos a longo prazo.

Por isso aqui fica a dica, guardem mais os vossos planos futuros e desejos para vocês, quanto menos os outros souberem melhor, assim não vão ter razões para invejas ou mesmo para tentarem destruir aquilo que por tanto lutam e se esforçam, assim a probabilidade de concretizarem os vossos planos e sonhos é maior, e vão se sentir mais felizes, e se falarem mal ou se sentirem ofendidos por não o contarem, não liguem, afinal ninguém é obrigado a divulgar tudo o que faz ou deixa de fazer.

Beijinhos,

Clara Costa





20160607_091526

Por vezes os males vem por bem!

Por vezes os males vem por bem!
É algo de que cada vez mais me tenho apercebido, e que concordo plenamente, eu sempre fui uma pessoa ansiosa, principalmente desde aquela fase menos boa que passei há uns tempos, e tal como todas as pessoas que passam pelo mesmo, tenho fases em que me vou mais abaixo e as coisas acabam por correr mal, mas há sempre uma voz interior que me diz para continuar, para lutar e ser uma guerreira, que tudo se resolve, e que por mais difíceis que as coisas estejam melhores tempos estão para ir.




Estas fases e experiências menos positivas, muitas vezes são boas para aprendermos a dar valor á vida e para nos sentirmos agradecidos dos bons momentos, mesmo sendo eles poucos o que interessa é que sejam bons e que os aproveitemos ao máximo, e que partilhemos essas experiências e aprendizagens com as pessoas mais importantes da nossa vida, pois qualquer dor é atenuada quando dividida com alguém que nos é próximo, afinal as pessoas quando realmente se amam devem estar juntas para o bem e para o mal, isto tanto serve no amor como na amizade.

Por fim o que tenho a salientar é que encarem todas as experiências da vida como uma aprendizagem, e que por vezes os males vem por bem!

Boa sorte e beijinhos,

Clara Costa

CAM00417